pmc_1

Parque Marechal Carmona :: Suave Outono no Parque


pmc_1

 

O calendário marca quase meio de Novembro e Cascais é brindada com um céu azul e uma temperatura de 18ºC. Nem todos os dias são assim, claro, mas em boa verdade também não são a exceção. Com um presente destes, há sempre tanto para fazer, tanto para descobrir e aproveitar, sobretudo ao ar livre.
Caminhámos até ao Parque Marechal Carmona para saborear este suave dia de Outono e partilhar convosco um pouco da sua história e dos seus pormenores.

 

pmc_2
pmc_3
pmc_4
pmc_5
pmc_6
pmc_7
pmc_8
pmc_9
pmc_10
pmc_11
pmc_12
pmc_13
pmc_14
pmc_15
pmc_16
pmc_17
pmc_18
pmc_19
pmc_20
pmc_21
pmc_22
pmc_23
pmc_24
pmc_25
pmc_26
pmc_27
pmc_28
pmc_29
pmc_30
pmc_31
pmc_32
pmc_33

 

Ao percorrer os seus caminhos sentimos sempre que fazemos uma viagem no tempo, povoado que está de detalhes vintage.
Parte do espaço existe desde o séc. XVI, quando era utilizado como quinta de recreio, lazer e produção. Mais tarde, após aquisição pelo Visconde da Gandarinha, foi transformado num parque romântico. Na década de 1940 a sua área foi incrementada pela junção ao jardim do Palácio Condes Castro Guimarães, também ele povoado de referências românticas. São todas essas características preservadas no tempo que, ainda hoje, nos permitem desfrutar de um lugar cheio de recantos, detalhes e notas de arquitetura paisagista da era do romantismo.

Pelos serpenteados caminhos de terra batida, somos muitas vezes acompanhados por galinhas e galos de vibrantes cores ou por elegantes pavões, todos em total liberdade. Nos lagos, habitam cisnes, patos e tartarugas, em alegre comunhão.

As árvores de grande porte, quase todas de folha perene, garantem o ambiente verdejante e a sombra constante. No cimo de muitas delas, casinhas de madeira oferecem abrigo e alimento às aves silvestres, numa clara mensagem de boas vindas e bom acolhimento.

Aqui e ali, serenos bancos de jardim convidam a uma leitura ou simplesmente à contemplação do que nos rodeia. Um generoso parque de merendas sugere animados piqueniques de família, ao fim de semana. Perto dele, corre um pequeno troço da Ribeira dos Mochos, cujo caudal engrossa ao sabor das águas pluviais, onde também os patos fazem a sua festa.

Pode ainda encontrar um amplo parque infantil equipado com baloiços e outras diversões para os mais pequeninos, um campo de jogos tradicionais, um mini-zoo habitado por diversas espécies de roedores e aves, uma estufa, uma biblioteca juvenil e um pequeno bar. E, muito importante, todos os sábados o recinto recebe o Mercado Biológico de Cascais, onde pode encontrar diversos produtos de agricultura biológica, desde frutas a verduras, passando por compotas, doces, pães e bolos regionais.

Numa estação onde a chuva e o tempo frio condicionam de certa forma os programas ao ar livre e em que somos convidados a um recolhimento que nem sempre apetece, em Cascais, graças ao seu ameno e ensolarado clima, não faltam nesta época dias que convidem a desfrutar em pleno de um simples passeio, para namorar o parque ou no parque, a sossegados momentos de leitura com a natureza por companhia, piqueniques ou atividades lúdicas, tudo usufruindo deste suave outono que tão frequentemente nos visita.

Encantado e curioso?… Nada como juntar-se a nós e comprovar tudo isto, por si mesmo.”

0 Comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*