estrang_cascais

Cascais, uma escolha de vida para famílias estrangeiras


estrang_cascais

Cascais é hoje um destino de eleição daqueles que ponderam deixar o seu país e começar uma nova vida em Portugal. A razão fundamental é simples: Cascais reúne condições verdadeiramente excecionais, quando se trata de conciliar qualidade de vida com tranquilidade e segurança.

Conheça os números que confirmam o crescente interesse dos estrangeiros pela fixação de residência permanente ou temporária e pelo mercado imobiliário em Portugal, os reflexos desse mesmo interesse na particular escolha de Cascais e como o município procura ir ao encontro das necessidades cotidianas de quem escolhe aqui residir, para melhor o receber e integrar.

Em Portugal, o investimento de estrangeiros na aquisição de imóveis representou 23% do montante global das operações imobiliárias realizadas em 2014.

Segundo dados da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), foram transacionados 75 mil imóveis entre Janeiro e Setembro de 2014, tendo o terceiro trimestre do ano registado 27 mil do total dessas operações. Para tal contribuíram decisivamente os investidores estrangeiros que, nos primeiros nove meses do ano, foram responsáveis por 17.300 operações de aquisição de imóveis. No último trimestre de 2014 registaram-se 7.300 aquisições de imóveis por estrangeiros. Os britânicos foram os que mais investiram, sendo responsáveis por 3.866 das transacções realizadas, seguidos de perto pelos chineses com 3.178 operações realizadas e depois pelos franceses, com 2.712 aquisições. As aquisições por indivíduos ou empresas de origem chinesa têm aumentado consecutivamente e de forma sustentada nos últimos dois anos, na sequência e em consequência da entrada em vigor do Programa Visa Gold.

A imprensa mundial não tem deixado margem para dúvidas a este respeito: Portugal está na moda! Os artigos sobre os diversos atributos do país, tanto no que se refere ao clima, à paisagem, à qualidade e diversidade dos serviços de restauração e hospitality, à simpatia e o bom acolhimento dos portugueses e à segurança das famílias residentes, são referência constante nos meios de comunicação internacionais genéricos e especializados em turismo e imobiliária turística. E se dúvidas houvesse, os números do turismo e as taxas de ocupação no alojamento turístico, em contínuo crescendo, falam por si.

Mas este encanto e sedução está a marcar pontos mais além, ao fazer de Portugal um interessante e promissor destino de investimento imobiliário por parte daqueles que o visitam e se rendem a tudo o que aqui encontram e vivem no dia-a-dia. Por outro lado, o investimento imobiliário no estrangeiro em termos globais, mas particularmente oriundo dos países do Norte da Europa, Brasil, América Latina e Ásia, regista de novo com grande dinamismo e parece ser momento oportuno para ir ao encontro dos destinos e locais que revelam atributos e que demonstram a sua efectiva competitividade. Portugal está entre os mais competitivos, Cascais é um local de excepção em Portugal e os estrangeiros que são potenciais investidores imobiliários já perceberam isso muito bem.

Segundo dados oficiais, Portugal foi o terceiro mercado imobiliário europeu mais procurado por chineses em 2014. Segundo a revista mensal News China, Portugal está entre os “dez principais destinos do investimento externo chinês no setor imobiliário”, uma lista encabeçada pelos Estados Unidos, a Austrália e o Canadá. Referindo-se aos “Vistos Gold” introduzidos em 2012 pelo governo português, a revista refere que cerca de 85% das casas vendidas em Portugal ao abrigo daquele programa, foram compradas por chineses.

“Pela lei de imigração portuguesa, investidores não-europeus podem obter uma autorização temporária de residência no país após comprarem uma propriedade imobiliária no valor de, pelo menos, 500.000 euros”, “ao fim de cinco anos podem obter uma autorização permanente” e, “um ano mais tarde podem requerer a nacionalidade”, salienta a revista.

Mas mudar de local de residência nunca é uma decisão fácil. Os processos de mudança implicam ou obrigam em geral a adaptações difíceis, a maioria das vezes lentas e complexas. Quando se trata de processos que envolvem a mudança de país e sobretudo quando isso acontece num contexto familiar, os prós e os contras têm um peso relevante nos pratos da balança das escolhas e nos momentos de decisão. Fatores como a qualidade de vida, as infra-estruturas disponíveis, a segurança ou até mesmo o clima são, a maioria das vezes, determinantes na escolha do local onde futuramente residir de forma permanente ou temporária. Não é por isso de estranhar que uma boa parte dos estrangeiros que, por razões profissionais, de negócio ou por outro tipo de motivações, mudam a residência para Portugal, muitos deles com crianças e jovens em idade escolar, escolham Cascais como local onde futuramente vão viver com as suas famílias.

Cascais oferece rigorosamente tudo o que quem está habituado a uma vida urbana necessita, complementada por condições inigualáveis de tranquilidade e bem-estar, como por exemplo desfrutar de um fim de dia no areal da praia a passear ou a brincar com os filhos, ou a fazer jogging no paredão, com as gaivotas por companhia.

Também aqui os números falam por si. Segundo os dados oficiais mais recentes do SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, residem no concelho de Cascais cidadãos de origem estrangeira de 118 nacionalidades diferentes.

Segundo dados de 2013 da mesma entidade, Cascais contava já nessa altura com 20.124 estrangeiros registados como residentes, número que corresponde aproximadamente a 9,7% do total de residentes do município. Também segundo a mesma fonte oficial, no topo da lista dos residentes estrangeiros em Cascais encontram-se os cidadãos provenientes do Brasil – 29,5% – fator que fica seguramente a dever, não apenas à facilidade de comunicação devido à comum língua materna, como às características do território (praias e parque natural) e à amenidade do clima. No entanto, países como o Reino Unido, Alemanha, Espanha, Roménia, Cabo Verde, Ucrânia e Angola registam igualmente números assinaláveis de residentes permanentes ou temporários.

Atenta e sensível à diversidade linguística, cultural e até mesmo religiosa que estes números permitem deduzir, Cascais faz questão de ser para todos, nacionais e estrangeiros aqui residentes, o “melhor lugar para se viver um dia, uma semana, a vida inteira”. É uma forma de respeito pela cultura e pelas tradições daqueles que nos visitam e nos escolhem como local de residência e “não trocam Cascais por nenhum outro local do mundo”.

Nesse sentido e indo ao encontro das necessidades específicas de todas estas diferentes comunidades, o município de Cascais, de forma proactiva, tem procurado melhorar o acolhimento e a integração dos cidadãos, famílias e das comunidades estrangeiras a residir no concelho. É este, em geral, o objetivo traçado no “Plano Municipal para a Integração dos Estrangeiros e Imigrantes “, actualmente em fase de desenvolvimento.

Desde o início do ano foram promovidas duas rondas de sessões de participação destinadas a acolher sugestões que possam contribuir para uma melhor aproximação entre os munícipes de origem estrangeira e os serviços, estruturas e equipamentos existentes. Após os encontros técnicos previstos sobre várias temáticas – cultura, saúde, educação, habitação, acolhimento e burocracia, entre outras – serão propostas medidas concretas que possam dar forma ao “Plano Municipal para a Integração de Imigrantes em Cascais”. A proposta final será discutida e validada, de modo a determinar as medidas a implementar nos próximos dois anos.

Entretanto, além do portal municipal online de Cascais contar já com uma versão inglesa desde Março de 2014, se já reside ou está a pensar residir em Cascais, pode obter todas as informações que necessitar ou esclarecer quaisquer dúvidas através do website www.livingincascais.com. Este website, não só lhe proporciona uma deliciosa e expressiva visita guiada, cheia de detalhes sobre o estilo de vida que pode desfrutar em Cascais, como o elucida sobre um conjunto de informações essenciais ao seu dia-a-dia se já aqui residir ou prévias à sua vinda, através do acesso a um elaborado e completo “Dossier – Mudar-para-Cascais”.

Se é verdade que os números de estrangeiros que se rendem aos encantos de Cascais e escolhem aqui viver falam por si e não param de crescer, mais do que os números, as emoções e os vínculos que se estabelecem são sem dúvida a prova mais irrefutável do bem estar que caracteriza o dia-a-dia de quem aqui reside.

Se num futuro próximo está a ponderar uma mudança de residência para si e para a sua família e se Portugal é uma das opções possíveis, não hesite em escolher Cascais. Estamos à sua espera. É, desde já, bem-vindo.

0 Comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*